<< voltar

Número: 034
Data: 20/06/2018
Título: COMO FAZER E ESCREVER AGRADECIMENTOS

De acordo com a norma padrão, é assim que se deve dizer: agradecemos os cumprimentos, as flores, a recomendação, e não "agradeço pelos cumprimentos e pela recomendação".


O verbo agradecer tem dupla regência: é transitivo direto de coisa e indireto de pessoa. Em outros termos: você agradece alguma coisa [objeto direto] a alguém [objeto indireto]. Nem sempre é mencionada a pessoa a quem se agradece algo. Mas se precisar ou quiser mencioná-la, você a introduz com a preposição a, antes ou depois do objeto:


Agradeço ao senhor/à senhora as flores que me enviou.

Agradecemos a Deus as bênçãos recebidas.

Vou agradecer ao chefe sua carta de recomendação.

Todos quiseram agradecer o bom atendimento ao garçom.


Quando for o caso de substituir a pessoa/substantivo por um pronome pessoal, diga:


Agradeço-lhes a recomendação.

Devo agradecer-lhe os cumprimentos.

Agradecemos a ele o bom atendimento.


A introdução de pelo na frase se explica porque é essa a preposição usada com o adjetivo obrigado e semelhantes:


Muito obrigada pelas flores.

Estou agradecido por tudo.

Ficamos gratos por/pela sua compreensão.


Mas no caso do verbo agradecer, teríamos (do ponto de vista rigoroso da gramática) dois objetos indiretos se disséssemos “Agradeço a V.Sa. pela recomendação”.


AGRADECIMENTO COM ADJETIVO E SUBSTANTIVO


O homem, quando agradece, diz OBRIGADO; a mulher diz OBRIGADA.


E quando o agradecimento parte de vários homens ou de várias mulheres? Usa-se o plural? Vejamos: “Vamos bem, obrigados." Ou “Muito obrigadas.” Fica estranho, sem dúvida. Não se recomenda. A saída para o grupo é fazer um rodeio, empregar outras fórmulas:


Estamos gratos/gratas.

Ficamos todos muito agradecidos.

Estamos reconhecidas pela homenagem.

Transmitimos a todos nossos agradecimentos/ nosso reconhecimento/ nossa gratidão.


Outra solução é substantivar a expressão muito obrigado, que serve para homem e mulher ou homens e mulheres indistintamente. Substantivar implica usar o hífen, pois aí se forma um substantivo composto. E sabe-se que se trata de um substantivo pela anteposição do artigo – que pode aparecer explicitamente ou ficar oculto – e do pronome possessivo:


A todos, o nosso muito-obrigado.

Recebam nosso muito-obrigado por tudo, exclamaram as garotas.

Gostaria de expressar (o) meu muito-obrigado.


download PDF

<< voltar

Instituto Euclides da Cunha
Luiz Fernando de Queiroz, diretor
Rua Marechal Deodoro, 235 cj. 1204 - CEP 80020-907 - Curitiba - PR
Fone (41) 3223.6543 - linguabrasil@linguabrasil.com.br