<< voltar

Número: 115
Data: 09/01/2020
Título: DEVEM SER CORRIGIDOS E PODEM VIR – LOCUÇÕES VERBAIS

--- Gostaria de saber qual o uso correto do verbo ser: Os débitos devem ser OU devem serem corrigidos. A.S.A., São Paulo/SP

--- Qual é a forma correta: Os compromissos não podem deixar de ser OU não podem deixar de serem cumpridos.  Viviane, São Paulo/SP


Quando temos uma sequência de dois ou mais verbos referidos a um mesmo sujeito, somente o primeiro deles faz a concordância com o sujeito, ou seja, só ele flexiona, só ele é conjugado. Como nas frases acima o verbo ser é o último da sequência – o que significa que é o verbo principal –, ele permanece inalterado, não flexiona:


Os débitos devem ser corrigidos.

Os compromissos não podem deixar de ser cumpridos.


Temos aí uma locução verbal, que é o conjunto formado de verbo auxiliar mais verbo principal (no particípio, gerúndio ou infinitivo). O auxiliar exprime uma ideia acessória e indica o modo, tempo, pessoa e número do sujeito. O principal expressa a verdadeira ação ou processo verbal.


Para atender melhor às duas consultas, vamos ver apenas as locuções formadas com o infinitivo, que se compõem com dois tipos de verbo auxiliar:


1) determinam mais acuradamente os aspectos da ação verbal: costumar, começar a, andar a, continuar a, pôr-se a, vir (a), parar de, deixar de etc.


As clientes costumam se arrumar no próprio ateliê.

Continuam a estudar coisas desnecessárias.

Sua prisão veio a ser transformada num trunfo valioso para o governo.
 

2) exprimem o modo como se realiza ou deixa de se realizar a ação verbal: poder, dever, haver de, ter que/de, tornar a, chegar a, precisar, querer, desejar, buscar, conseguir, tentar etc.


Vocês querem ser milionários?

Por motivo de justiça, devemos assinalar que há políticos sérios e honestos.

A sociedade teve que se confrontar com cenas explícitas de transgressão à lei, como as exibidas na Fazenda Córrego da Ponte.

Hei de ser respeitado até pelos adversários.

Acontece que, para poderem ser aplicados, os princípios não precisam estar previstos nos textos normativos.

Líderes do MST chegaram a ser recebidos no Planalto pelo chefe da nação.


--- Tenho dúvidas em relação à colocação de vim e vir. Ex: Ele tem obrigação de vim OU de vir amanhã. R.G., Rio de Janeiro/RJ


Tornou-se um cacoete de muitos brasileiros essa má pronúncia do infinitivo VIR, principalmente quando, numa locução verbal, há aproximação de sons nasais: *Eles podem vim, devem vim, vão vim... Mas com algum esforço é possível começar a acertar essa pronúncia. Orientação:


1) use o infinitivo VIR depois da preposição: Ele tem a obrigação de vir; tem prazer em vir a nossa casa; fez de tudo para vir; eles têm motivos para não vir aqui.

2) use VIR numa locução de verbo auxiliar + infinitivo:  Podem vir! Eles devem vir, vão vir, têm de vir.

3) use VIM, sozinho, quando quiser expressar o passado (pretérito perfeito) do verbo vir na primeira pessoa:  Eu vim de casa há pouco, vim correndo.


download PDF

<< voltar

Instituto Euclides da Cunha
Luiz Fernando de Queiroz, diretor
Rua Marechal Deodoro, 235 cj. 1204 - CEP 80020-907 - Curitiba - PR
Fone (41) 3223.6543 - linguabrasil@linguabrasil.com.br